Slangs with D

1. Damaged goods (Phrase) – expressão usada para descrever alguém que tem problemas emocionais porém não se refere ao caso de pessoas com problemas psiquicos.
Ex.: Girl, don’t you be hangin’ with him, he’s damaged goods.
Menina, não saia com ele, ele é emocionalmente instável.

2. Da Nile isn’t just a river in Egypt (Phrase) – expressão usada em tom metafórico para dizer que alguém está “in denial”, ou seja, recusando-se a admitir a verdade.
Ex.: – What are you doing with this cigarette? Didn’t you stop smoking last month?
– No, I’m not smoking, my boss asked me to lit up his cigarette…
– Oh, I see…it looks like da nile is not only a river in Egypt…

-O que você está fazendo com esse cigarro? Você não tinha parado mês passado?
– Mas eu não tô fumando, meu chefe pediu pra eu acender o cigarro dele…
– Sei…até parece que ninguém aqui quer tapar o sol com a peneira…

3. Dash (Verb) – gíria significando “sair”.
Ex.:We’ve got to dash.
Nós temos que ir.

4. Dead drunk – (adjective+noun) – alguém que bebeu tanto que desmaiou ou quase desmaiou.
Ex.: Jerry was dead drunk when we found him lying on the pub’s floor
Jerry estava morto de bêbado quando o encontramos deitado no chão do bar;

5. DIY– (noun) – acrônimo usado para a abreviar a expressão Do It Yourself, que é o hábito de fazer ou consertar as coisas de casa sozinho sem chamar auxilio profissional. A prática é muito comum nos Estados Unidos e na Inglaterra devido a dificuldade em encontrar mão de obra com preços razoáveis. Serviços como pintura de casa, carpintaria, consertos de casa são geralmente muito caros nesses países.
Ex.: He’s useless at DIY. He won’t even put up a shelf.
Ele é péssimo em Faça-você-mesmo. Ele nem sequer sabe instalar uma prateleira.

Anúncios

Sobre Teacher Rê

Professora de inglês desde 1998 e amante da língua inglesa desde sempre. Graduada em Letras pela Universidade Estadual do Ceará, participante assídua de congressos tendo inclusive apresentado vários workshops quando ainda morava em Fortaleza. Além dos estudos acadêmicos, obteve com sucesso todos os exames de proficiência da University of Cambridge assim como o TKT, Teaching Knowledge Test. Morando no estado de São Paulo desde 2006, foi professora da Cultura Inglesa de 2006 a 2009 e em 2010 iniciou sua carreira independente, apostando no aprendizado de inglês de forma personalizada. Tem planos de cursar Pós-graduação em 2011 e buscar outros certificados de forma a sempre se atualizar.
Esse post foi publicado em Slang e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s